Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Falando de Saúde

Saúde é o que interessa o resto não tem pressa

Falando de Saúde

Saúde é o que interessa o resto não tem pressa

Como Enfrentar a Ejaculação Precoce

Um estudo realizado pelo Projeto Sexualidade – ProSex em 2014, foi revelado que 25,9% dos 3.378 homens pesquisados reclamam de ejaculação rápida (precoce).

 

A ejaculação precoce é uma disfunção sexual masculina que acontece na fase de orgasmo, envolve principalmente pessoas no início da vida sexual, porém ocorre também com homens de outras faixas etárias que a desenvolvem em determinada situação ou com determinado parceira(o).

 

É importante ressaltar que a ejaculação precoce não está somente relacionada ao tempo que o homem leva para ejacular. Atualmente, o diagnóstico da ejaculação rápida está diretamente relacionado à dificuldade de controle da ejaculação antes do momento desejado, o que provoca a interrupção da atividade sexual e, consequentemente, a insatisfação do homem e de sua parceira(o).

 

Os fatores relacionados à dificuldade do controle da ejaculação em geral são de ordem emocional:

- ansiedade em relação ao desempenho, além de outros aspectos intra e interpessoais, a exemplo de medo e apreensão diante de situações sexuais

- negação da identidade sexual pessoal

- rejeição da parceira(o), rejeição da circunstância do encontro sexual, ausência da consciência sexual decorrente do cansaço físico ou emocional, prolongados períodos de abstinência sexual

- dificuldades gerais no relacionamento, comportamento de crítica, entre outros fatores.

 

Diversos estudos apontam que são raras as causas orgânicas para a ejaculação rápida, exceto no caso de homens nos quais a disfunção surge após um período de funcionamento adequado e sem causa psicológica aparente ou que sofreram intervenção cirúrgica prostática.

 

Controle ejaculatório

O controle da ejaculação pode ser conseguido a partir de um processo de aprendizado tendo como foco: a melhoria da percepção das mais variadas sensações corporais, incluindo as pré-ejaculatórias; redução da ansiedade e promoção da melhoria do relacionamento geral entre os parceiros; e recondicionar o reflexo ejaculatório a fim de que este se torne mais relaxado e satisfatório.

 

A masturbação pode ser uma alternativa para o treino do controle ejaculatório. Porém, a masturbação não substitui o treino do homem com uma parceria, pois existe uma diferença significativa em ambos os contextos.

 

Durante a masturbação é indicado ao homem perceber as sensações que antecedem à ejaculação – sensações pré-ejaculatórias – e não à ejaculação propriamente dita.

 

Até este momento a excitação do homem é voluntária; a partir deste ponto, a reação é involuntária, culminando na inevitável ejaculação. Com o passar do tempo, com a percepção dessas sensações, o homem aprende a manter-se num grau de excitação que não ultrapasse as sensações pré-ejaculatórias, aumentando o tempo da relação sexual.

 

Atualmente existem tratamentos naturais para acabar com a ejaculação precoce, visite o site e saiba mais detalhes.